segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Máscaras Africanas

MÁSCARAS AFRICANAS: Máscara. Arte fang. Museu do Homem, Paris.


As máscaras sempre foram as protagonistas indiscutíveis da arte africana. A crença de que possuíam determinadas virtudes mágicas transformou-as no centro das pesquisas. O fato é que, para os africanos, a máscara representava um disfarce místico com o qual poderiam absorver forças mágicas dos espíritos e assim utilizá-las em benefício da comunidade: na cura de doentes, em rituais fúnebres, cerimônias de iniciação, casamentos e nascimentos. Serviam também para identificar os membros de certas sociedades secretas.

MÁSCARAS AFRICANAS: Máscara de boi com mandíbula móvel. Arte ibibia. Museu do Homem, Paris.


Em geral, o material mais utilizado foi a madeira verde, embora existam também peças singulares de marfim, bronze e terracota. Antes de começar a entalhar, o artesão realizava uma série de rituais no bosque, onde normalmente desenvolvia o trabalho, longe da aldeia e usando ele próprio uma máscara no rosto. A máscara era criada com total liberdade, dispensando esboço e cumprindo sua função. A madeira era modelada com uma faca afiada. As peças iam do mais puro figurativismo até a abstração completa.

MÁSCARAS AFRICANAS: Máscara de dança. Arte ioruba-nagô. Museu do Homem, Paris.


Quanto à sua interpretação, a tarefa é difícil, na medida em que não se conhece sua função, ou seja, o ritual para o qual foram concebidas. Os colonizadores nunca valorizaram essas peças, consideradas apenas curiosidade de um povo primitivo e infiel. Paradoxalmente, a maior parte das obras africanas encontra-se em museus do Ocidente, onde recentemente, em meados do século XX, tentou-se classificá-las. Na verdade, os historiadores africanos viram-se obrigados a estudar a arte de seus antepassados nos museus da Europa.

ARTE AFRICANA: Máscara. Arte pendê. Museu da África Central, Tervuren.


O auge da arte africana na Europa surgiu com as primeiras vanguardas, especificamente os fauvistas e os expressionistas. Estes, além de reconhecer os valores artísticos das peças africanas, tentaram imitá-las, embora sempre sob a ótica de suas próprias interpretações, algo que colaborou em muitos casos, para a distorção do verdadeiro sentido das obras. Entre as peças mais valorizadas atualmente estão, apenas para citar algumas, as esculturas de arte das culturas fon, fang, ioruba e bini, e as de Luba.

ARTE AFRICANA: Rosto de uma cabeça de duas faces. Arte ibibia. Coleção Hélène Kamer, Paris.

O fato de os primeiros colonizadores terem subestimado essas culturas e considerado essas obras meras curiosidades exóticas, provocou um saque sem sentido na herança cultural desse continente. Recentemente, no século XX, foi possível, graças à antropologia de campo e aos especialistas em arte africana, organizar as coleções dos museus europeus. Mas o dano já estava feito. Muitos objetos ficaram sem classificação, não se conhecendo assim seu lugar de origem ou simplesmente ignorando-se sua função.

22 comentários:

daiane disse...

tah muito legal o texto!
foi muito proveitoso ate porque pra um inteligente meia palavra basta!
meu trabalho vai sair otimo!
obrigada!

*BeLiNhA LiNdInHa* disse...

Essa pessoa que postou esse comentario idiota e cheio de palavrões deveria ao invés de dar sugestões em um site pensar um pouco melhor na vida e refletir sobre seu vocabulário e olha seu texto está maravilhoso e ao invés de melhorar seu texto a pessoa que postou o comentário deveria melhorar o vocabulário...

Anônimo disse...

O texto ta ótimo!!! Adorei as imagens, foram bem úteis.

Guiih disse...

Adorei o texto me ajudou muito em minha pesquisa de artes .. quanto ao comentário do Mal Educado... Se não gostou não precisa postar apenas pense e se for postar ao menos de uma critica Construtiva.

Parabéns Pelo Texto.



Guilherme Monteiro,14 anos

Provos Brasil disse...

Fantástico, adorei!

Tenho uma coleção de máscaras e acho esse tipo de arte maravilhosa.

Blog nota 10!

Provos Brasil

alzira disse...

Adorei o texto e o mais importante é que ele traz uma riqueza aos conhecimentos para arte ate ajudou o meu projeto Carnaval, na escola com os alunos de Ensino Médio, as imagens são bela e expressiva. Obrigado Alzira Belizário

Biancaaa disse...

o texto tah mais do que exelente!
aposto que vo tira uma nota alta no trabalho!
velew gente!

bukizinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lucidreira disse...

São magníficas, me inspirou muito nos anos 70.
Abraço

paah disse...

Nossa amei esmo ter lido um pouco sobre as mácaras africanas nesta página.
A postagem do texto estava ótima,as imagens também..
E é isso...
Amei mesmo.
Parabéns ao autor do texto...

vivian disse...

Adorei, me ajudou muito na minha pesquisa (*-*)

vivian disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rob's disse...

Olá, gostei muito do texto, estou fazendo um projeto de pós graduação sobre máscaras africanas, quero saber se há alguma bibliografia a me indicar, meu e-mail: robscaccio@gmail.com

Projetos Educativos disse...

Muito interessante o seu artigo. Algo que chama a atenção é o fato de muitas destas máscaras e outros artefatos africanos estarem confinados nos museus da Europa. Tenho um amigo linguista, que trabalha na Papua Nova Guiné, que pontua o mesmo problema em relação aos artefatos daquele país. Muito se perdeu durante a colonização e existem inúmeros artesanatos nos museus europeus. Muitas máscaras também.
Gostei muito do Blog. Parabéns!
Cláudio

Milena Brasil disse...

muito bom mesmo!! me ajudou muito no meu trabalho!! fantástico!!

Anônimo disse...

Adorei me ajudou muito , numa pesquisa de artes !

Parabéns pelo texto !

Anônimo disse...

Luis daian, para de postar comentario, é vitor

karollyny disse...

e um texto otimo....

Carolzinha Leite disse...

Muito bom msm!Ajudou muuuuito!Ta melhor que o sua pesquisa,mas esse site tb ajudou muito!!!!Parabéns!!!

ASS:
Carolina Leite

Anônimo disse...


adorei muito esse texto! e muito legal gostei achei enterreçante e muito criativo ... e uma história viva tem palavras inteligentes e muito muito proveitoso o trabalho foi feito por alguma pessoa muito criativa e sabe o que escreve essas "histórias africanas" são muito interressantes e eu gostei muito , amei o texto ele e "ótimo"

Educadores Multiplicadores disse...

Olá Multiplicador Eduardo, felicidades!

Pedimos desculpas pela nossa ausência, é que fazem alguns meses que nosso tempo tem sido muito, mais muito curto mesmo. Porém, o projeto E.M. continua seguindo firme, graças a você, que tem nos ajudado!

Parabéns, você/blogue é destaque no Educadores Multiplicadores por ter contribuído para a educação de nosso país.

Link abaixo: http://www.educadoresmultiplicadores.com.br/2013/12/educadores-multiplicadores-do-mes-de.html

Estamos de banners novos, e também, caso queira pegar o selo que caracteriza o destaque, fique a vontade. Lembramos que adicionar o selo do “Top Caneta de Ouro” e/ou “Top comentarista” é opcional.

O EDUCADORES MULTIPLICADORES e o MARQUECOMX agradecem pela interação e confiança no projeto, que é de todos nós.

Abraços, fiquemos na Paz de Deus e até breve.

IRIVAN

Júlia *--* disse...

Oiie amei esse blog. foi muito necessário no trabalho do dia da consciência negra!