domingo, 9 de maio de 2010

HISTÓRIA DO DIA DAS MÃES

O DIA DAS MÃES

Ricardo Barros Sayeg

Quando em 1905, Anna Jarvis, uma norte-americana da Virgínia Ocidental perdeu sua mãe, entrou num estado profundo de depressão. Preocupadas, algumas amigas resolveram então perpetuar a memória de sua progenitora organizando uma festa. Anna quis que a festa fosse estendida a todas as mães. A idéia era fortalecer os laços familiares entre os membros das famílias e o respeito dos filhos por seus pais. No estado da Virginia Ocidental, a primeira comemoração oficial só teria ocorrido em 26 de abril de 1910, quando Willian E. Glasscock, governador do estado, incorporou a data ao calendário oficial.

Nos Estados Unidos da América as primeiras sugestões em favor da criação de um dia dedicado ás mães foram realizadas em 1872 pela escritora Julia Ward Howe, autora do Hino de Batalha da República dos Estados Unidos.

As comemorações em homenagem às mães, todavia, são mais antigas ainda. Na entrada da primavera na Grécia antiga, havia uma festa dedicada à Réia, mãe dos deuses do Olimpo. Réia, esposa e irmã de Cronos, teria dado luz à Deméter, Hades, Hera, Héstia, Poseidon e Zeus. Era uma deusa associada à fertilidade.

No século XVII, a Inglaterra dedicou o quarto domingo da Quaresma às mães das operárias inglesas. Era o chamado “Mothering Day”, quando as trabalhadoras inglesas podiam ficar em casa ao lado de suas progenitoras. Nesse dia era comum que as operárias fizessem o “mothering cake”, um bolo feito em homenagem às mães.

Anna nunca quis que a data fosse usada para que os comerciantes e fabricantes tivessem lucros, mas infelizmente o desejo de Anna não se concretizou. No Brasil, por exemplo, o Dia das Mães é responsável por um enorme volume de vendas, só perdendo para o Natal.

Em 1914, o presidente norte-americano Woodrow Wilson unificou a celebração do Dia das Mães em todos os estados, estabelecendo que a data deveria ser comemorada no segundo domingo do mês de maio. Em pouco tempo mais de 40 países aderiram à comemoração.

Durante toda a vida, Anna Jarvis lutou para que as pessoas reconhecessem a importância das mães. Ela dizia frequentemente que as pessoas não reconheciam o amor que recebiam de suas progenitoras. Ironicamente Anna nunca chegou a ser mãe. Morreu em 1948, aos 84 anos e recebeu muito reconhecimento em vida pela criação da data.

No Brasil, a primeira comemoração do dia das Mães ocorreu em 12 de maio de 1918, organizada pela Associação Cristã de Moços. Em 1932, o presidente Getúlio Vargas oficializou a data no segundo domingo do mês de maio. Em 1947 a data foi incorporada ao calendário oficial da Igreja Católica.

Nesse dia 9 de maio comemoremos nossas mães, afinal, como dizia Sófocles, autor grego: “os filhos são para as mães as âncoras da sua vida”.


*Ricardo Barros Sayeg é Professor de História do Colégio Paulista, Mestre em Educação pela Universidade de São Paulo, formado em História e Pedagogia pela mesma universidade.

Lilian Nascimento
Núcleo de Mídias Sociais
Agência Ideal - Comunicação sob medida
Google Talk: liliansn.rp
Rua Ferreira de Araújo, 221 – Conj. 31
Direto: + 55 11 3035-2172
PABX: + 55 11 3035-2161
http://www.agenciaideal.com.br/

Um comentário:

maybe disse...

I'm appreciate your writing skill.Please keep on working hard.^^